Boletim Semanal

17/11/2021 08:17

BOLETIM SEMANAL 


Operação Seca Fonte mira corrupção em atividades no Detran-MG

16 novembro, 2021

A operação Seca Fonte, da Polícia Civil, cumpriu mandados no Sul de Minas.

Na última sexta-feira, 12 de novembro, foi executada uma das maiores ações de combate à corrupção em atividades executadas pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil sobre ações do Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), a operação Seca Fonte.

O trabalho foi feito em Belo Horizonte, Contagem, Vespasiano, Santa Luzia, Igarapé e Guaxupé, no Sul de Minas, com o cumprimento de 58 mandados de busca e apreensão e 15 de prisão, entre os quais, nove expedidos contra policiais e servidores administrativos da instituição.

As investigações iniciaram em março de 2019, após a veiculação pela imprensa de áudios em rede social relacionados a irregularidades no Detran-MG. “Os crimes que estão em investigação são corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica, ocultação de valores e organização criminosa, sem prejuízo da tipificação de novas condutas no decorrer da investigação”, explica a corregedora-geral de Polícia Civil, delegada Ana Paula da Silva y Fernandez.

De acordo com o subcorregedor-geral da PCMG, Flavio Avellar Silva Freitas, a operação foi bastante exitosa. “Conseguimos arrecadar quantias em dinheiro e em cheques, e também vários documentos relacionados às notícias investigadas por meio do inquérito policial. Acreditamos que teremos condições de fornecer ao Ministério Público elementos de informação bastante significativos”, avalia.


Brasil ultrapassa EUA na taxa de pessoas totalmente vacinadas contra a Covid-19

Segundo plataforma Our World in Data, Brasil tem 60% da população com duas doses, enquanto os EUA estão estagnados nos 58%

  • Por Jovem Pan
  • 16/11/2021 10h48

Dados da plataforma Our World in Data, administrada pela Universidade de Oxford, mostraram nesta terça-feira, 16, que o Brasil ultrapassou pela primeira vez os Estados Unidos na porcentagem de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid-19. Enquanto o país norte-americano, que tem livre demanda de imunizantes há meses, tem 68% da população com pelo menos uma dose e 58% com o esquema vacinal completo, o Brasil acumula 76% de pessoas com uma vacina e 60% com duas doses. Em um gráfico animado disponibilizado pela plataforma é possível ver os EUA “largando na frente” na corrida da vacina e disparando em relação ao Brasil nos primeiros seis meses de 2021. O país fica estagnado, porém, entre julho e agosto, quando o Brasil ganha força na imunização, ultrapassando o país nas aplicações da primeira dose no mês de setembro e da segunda dose em novembro.

Segundo a Universidade de Oxford, até o momento 7,4 bilhões de doses da vacina foram aplicadas no mundo e a média diária de doses administradas é 31,5 milhões. Ainda assim, apenas 52,2% da população mundial está imunizada com pelo menos uma dose. A desigualdade é revelada quando encaramos as taxas de imunização de países pobres, onde apenas 4,6% das pessoas receberam pelo menos a primeira dose do imunizante. De acordo com os dados do Our World In Data, o país mais imunizado com primeira dose da vacina no momento são os Emirados Árabes Unidos (91% da população). O Brasil aparece na 15ª posição do gráfico, atrás de países como Chile, Portugal e Canadá.


Ministério da Saúde estende dose de reforço da vacina para toda a população adulta

Pasta também anunciou redução de seis para cinco meses no intervalo para a aplicação do imunizante; medida valia apenas para idosos, imunossuprimidos e profissionais da saúde

  • Por Jovem Pan
  • 16/11/2021 11h09 - Atualizado em 16/11/2021 11h11

O Ministério da Saúde anunciou, nesta terça-feira, 16, que vai estender a aplicação da dose de reforço da vacina contra o coronavírus para toda a população adulta – pessoas com 18 anos ou mais. Até o momento, a medida era autorizada para idosos, imunossuprimidos e profissionais da área da saúde. Além disso, a pasta reduziu de seis para cinco meses o intervalo para que pessoas que tenham completado o esquema vacinal possam receber a nova dose. A Saúde também lançou a campanha de megavacinação, que visa conscientizar a população da importância da imunização.

“Graças às informações que temos dos estudos científicos, nós decidimos ampliar a dose de reforço para todos acima de 18 anos que tenham tomado a segunda dose há mais de cinco meses”, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em coletiva de imprensa. A pasta estima que no mês de novembro mais de 12 milhões de pessoas poderão tomar a dose de reforço. Segundo levantamento da plataforma Our World in Data, o Brasil ultrapassou os Estados Unidos no percentual de vacinados contra a Covid-19. Apesar disso, cerca de 21 milhões de brasileiros não completaram o esquema vacinal.


Para mais informações, acesse o conteúdo completo: https://bit.ly/3qLzwpS

Fique por dentro das novidades do BLOG